• Marcelo Teixeira

3 maneiras de superar a síndrome do impostor



O medo é natural, mas ele não pode impedir você de fazer um trabalho criativo.

Me diga se isso parece familiar em sua vida, em sua carreira:

Você se sente, como se não estivesse qualificado sobre o seu trabalho ?

Você fica desconfortável quando recebe elogios sobre algo que você realizou com sucesso?

Você tem medo de ser "descoberto" e exposto pela "fraude" que você se considera ser?

Se estes pensamentos e sentimentos passam pela sua cabeça, você pode estar experimentando algo chamado Síndrome do Impostor.

Não se sinta privilegiado, pois você não está sozinho: mais de 70% das pessoas relatam ter Síndrome do Impostor em algum momento na vida.

A Síndrome do Impostor refere-se à incapacidade de internalizar o sucesso, quando as pessoas têm uma crença persistente de que não são inteligentes ou competentes.

Ele se manifesta em sentimentos de que você é uma "fraude", e que será exposto como incapaz ou mal “preparado" , apesar de muitas evidências que provam que você é habilidoso e competente.

Os chamados “impostores” costumam atribuir suas realizações a sorte, ao acaso, conexões , “empatia" ou outros fatores externos.

O ponto é:

Como a síndrome do impostor aprisiona você?

A base se da por uma crença negativa central, de que você é inadequado e indigno podendo assim prejudicar gravemente seu crescimento profissional.

Isso ocorre porque você teme ser exposto como um Impostor, evitando assim constrangimento e humilhação.

Por exemplo:

Você pode procrastinar e nunca terminar um projeto para evitar a vergonha da crítica. (Obs isso é inconsciente.)

A Síndrome do Impostor também pode transformá-lo em um viciado em produtividade , que é apenas uma manobra conveniente para se manter viciado na validação de trabalhar duro.

Em geral, o medo gerado por não acreditar em si mesmo pode mantê-lo na vida somente para jogar pequeno, isto é, uma busca constante por segurança, impedindo assim de arriscar, ousar e o principal, de crescer e progredir em sua carreira.

A boa notícia é que as crenças e pensamentos que alimentam a Síndrome do Impostor podem ser desaprendidas.

Para te ajudar eu vou compartilhar 3 maneiras para que você coloque em cheque esse impostor.

1. Vá para o ataque

Aqueles com Síndrome do Impostor são hiper-sensíveis às críticas e são frequentemente esmagados quando recebem feedback, porque eles vêem isso como evidência de sua inadequação.

No entanto, uma das melhores habilidades de desenvolvimento profissional e pessoal que você pode desenvolver é aprender como obter e obter feedback construtivo.

O que eu quero que você faça, é que você procure oportunidades de mostrar seu trabalho para outras pessoas, seja em reuniões com sua equipe ou com um grupo de mentores confiáveis, ou de outros empreendedores que te apoiam ou de amigos.

Primeiro, obtenha feedback em ambientes de baixo risco, trabalhando de uma maneira que te prepare para situações mais desafiadoras. Por exemplo, faça uma apresentação para um pequeno grupo antes de ter que entrar em uma sala de reuniões.

Certifique-se de comunicar a todos nesta pequeno grupo quais áreas ou habilidades você esta querendo melhorar e o principal, seja claro e honesto para que você passe a apreciar as críticas construtivas .

Quando você receber um feedback e se sentir inseguro sobre si mesmo, elimine o hábito de levar para o lado pessoal e pergunte para si mesmo:

“Como é que uma pessoa reage a uma crítica, quando não leva para o lado pessoal?"

2. Observe suas palavras

Aqueles com Síndrome do Impostor geralmente se enfraquecem usando a minimização da linguagem como:

"Oh, não é grande coisa”

“Isso não foi nada”

“Não fiz nada de mais”

Ao humilhar suas realizações, você está diminuindo a si mesmo. Comece jogando essa linguagem de lixo, fora do seu vocabulário.

3. Pratique o louvor de boas vindas

Pare de empurrar os elogios para longe. Aceitar elogios, elogios pelo seu trabalho não é ser egoísta , apesar do que seu crítico interno possa lhe dizer.

Da próxima vez que você receber um elogio, internalize como fato. Não se julgue contra o que foi dito ou analise-o para um significado mais profundo.

Por exemplo, se alguém parabenizá-lo pelo seu trabalho, aceite-o graciosamente dizendo: “Obrigado! Estou feliz que todo o trabalho duro valeu a pena ”ou“ Obrigado! Estou muito feliz por você ter dito isso.

Deixe isso exposto. Não há motivo para lançar uma explicação elaborada de como você mal chegou ao prazo, ou foi apenas sorte.

Pare de oferecer informações mais do que o necessário, pelo simples fato de apontar suas falhas antes que alguém o faça (porque isso não vai acontecer!).

Tente uma dessas técnicas na próxima vez que sentir que a Síndrome do Impostor está se aproximando.

Porque, não se permitir e se tornar uma vítima dela é o maior risco que você estará lançado em sua vida e em sua carreira.

Antes de você ir

Não se conforme com menos. Não permita que o medo de perder o que possui se torne maior que o seu desejo de ganhar. Independentemente de qualquer obstáculo que você possa enfrentar, você pode realizar seus objetivos.


Não se conforme com menos. Não permita que o medo de perder o que possui se torne maior que o seu desejo de ganhar. Independentemente de qualquer obstáculo que você possa enfrentar, você pode realizar seus objetivos.

Para começar a viver a sua vida no próximo nível, agende sua sessão de mentoria e coaching de resultados


3 visualizações

copyright (c) 2019 . todos os direitos reservados.