• Marcelo Teixeira

Compreendendo estas 6 verdades ocultas da vida, você viverá melhor



O mundo não é complicado, ele é simplesmente impulsionado por uma série de verdades universais, que infelizmente muito de nós não percebemos.

Para que possamos fazer qualquer tipo de progresso significativo em nossa vida, precisamos entender essas verdades.

Pois uma coisa é fato, não podemos avançar sem saber o que realmente está nos impedindo.

Algumas dessas verdades vêm na forma de paradoxos, o que torna difícil para identificar, mesmo quando estão bem debaixo do nosso nariz.

Entender essas ironias, tenha certeza que irá ajudar você a tomar as melhores decisões e consequentemente melhorar a sua vida.

Então meu amigo(a) preste muita atenção nessa 6 verdades ocultas, e o principal, as compreenda pois eu tenho certeza que irá ajudá-lo a vive melhor.

1.Fale Menos e Saiba Mais

Todos os problemas do mundo é porque tolos e fanáticos estão sempre tão certos de si mesmos, já as pessoas sábias estão cheias de dúvidas. ”-  Bertrand Russell

Você provavelmente já percebeu isso.

Há sempre alguém que está pronto para expressar sua opinião em todos os assuntos. Mas a única coisa que realmente prova é o velho ditado de que “os navios vazios fazem mais barulho”.

Por outro lado, há sempre um indivíduo que demora para dizer a todos o que pensa, mesmo sendo a pessoa mais inteligente de um grupo por exemplo.

O contraste é gritante. Esse fenômeno é o que os psicólogos chamam de efeito Dunning-Kruger.

É um viés cognitivo em que as pessoas sofrem de uma ilusão de superioridade porque não têm a competência para identificar suas deficiências.

É por isso que quase todas as pessoas competentes não se sentem confiantes, pelo menos no início, porque estão cientes de que existem pessoas mais talentosas por aí.

Outros sofrem de síndrome do impostor: elas se sentem como uma fraude porque não acreditam que merecem o sucesso que desfrutam.

Neste caso , é preciso recordar da famosa observação de Sócrates:

"Eu sou o homem mais sábio do mundo, pois sei de uma coisa, ou seja, não sei de nada".

Confiança e competência não costumam andar de mãos dadas, lembrar e saber disso , nós faz muito bem.

2.Ter mais opções nos machuca

“Se você não está dizendo ( É ISSO AI! ) sobre algo, diga não ”-  Derek Sivers

Os avanços tecnológicos nos deram mais opções do que nunca, mas parece não ter nos ajudado muito.

Eu digo isso, porque pesquisas mostram que quanto mais opções temos, menos "provável" passamos a nos comprometer com qualquer uma delas.

Quando somos confrontados com uma série de opções, a tendência natural é congelar e considerar todas elas.

Eu chamo isso de paralisia por análise.

Para evitar o desconforto de tomar decisões complexas e potencialmente erradas, preferimos preferencialmente a opção padrão e manter o status “quo”, e assim entramos na inércia natural humana.

Mesmo quando tomamos uma decisão, há uma boa chance de não ficar com ela.

O Autor Barry Schwartz observa em seu livro ( O paradoxo da escolha ) o seguinte:

"A própria opção de poder mudar a nossa opinião parece aumentar as chances de mudarmos de idéia".

A solução para resolver este enigma é simples: intencionalmente limitar o número de opções que você tem. Então… não tenha medo de impor critérios rigorosos sobre os projetos que você irá assumir.

Projete seus padrões assumindo o controle do seu ambiente.

Isso força você a se comprometer e o principal renunciar algumas opções. A longo prazo, isso, paradoxalmente, irá abrir mais opções, pois você poderá colher os benefícios como de um "Super Star”.

3. Objetivos realistas são mais difíceis de conseguir do que aparentemente os impossíveis

Tim Ferriss , Autor do livro trabalhe 4 horas por semana diz:

“Noventa e nove por cento das pessoas no mundo estão convencidas de que são incapazes de realizar grandes coisas, por isso almejam a mediocridade. O nível de competição é portanto, mais feroz para objetivos "realistas", paradoxalmente tornando-os mais demorados e consumidores de energia. "

Uma vez que você para e pensa sobre isso, este é um caso natural de oferta e demanda.

Achamos que todo mundo está mirando no topo, então miramos um pouco mais abaixo.

Pequenos objetivos não nos motivam tanto quanto os grandes. Na verdade, é exatamente o oposto. Por se tratar de um objetivo pequeno, esperamos conseguir atingir o nosso objetivo facilmente sem colocar o trabalho em prática.

Porém, isso muitas vezes não funciona bem para a maioria dos empreendimentos.

Coisas que parecem impossíveis também são geralmente resultados de falsas limitações que existem em nossa mente.

Certa vez, acreditávamos que era impossível correr 1000 metros em 4 minutos, mas essa crença desapareceu rapidamente quando Roger Bannister conseguiu o feito.

Claro que existem algumas coisas que não podemos fazer. Mas devemos raciocinar a partir dos primeiros princípios para determinar se é possível, e não nos permitir sermos guiados pela emoção ou pela prova social.

Então lembre-se:

Você não faz nada bem, jogando pequeno.

4. Nós nos concentramos mais nos outros do que em nós mesmos

“Muitas vezes me pergunto como é que todo homem ama a si mesmo mais do que todo o resto dos homens, mas atribui menos valor às suas próprias opiniões sobre si mesmo do que às opiniões dos outros.” -  Marcus Aurelius, Imperador romano.

Muito do que fazemos vem da nossa necessidade de ser apreciado e aceito pelos outros.

A desaprovação do grupo social teve sérias repercussões no passado. A sobrevivência foi difícil. A morte era uma conseqüência provável se você não tivesse outros para apoiá-lo no “deserto".

Essa é a razão pela qual fazemos o nosso melhor para ficarmos bem na frente dos outros. Ter um alto status garantia naquela época, que você tivesse a primeira escolha de carne e mate. É por isso que a maioria de nós ainda faz de tudo para impressionar os outros.

Mas… a grande verdade é que a busca do status está nos “matando”.

Como a busca evidente de status é uma atividade de baixo status, nós sinalizamos nosso valor e valor para os outros adquirindo bens.

Em vez de mudar o que todos pensam de nós, estaríamos mais bem servidos se trabalhássemos mais em nós mesmos.

Então meu amigo(a)…Crie valor e o mundo notará você…. é um processo lento, porém seguro.

5. Pensamento negativo leva a resultados positivos

“Nada acontece ao sábio contra a sua expectativa” -  Seneca

Muito já foi dito sobre o poder do pensamento positivo nos últimos tempos. Somos ensinados que o otimismo e as afirmações são as chaves para levar uma vida mais feliz. "Exceto" aqueles que nem sempre aguenta tranco.

Os antigos estóicos pensavam que esta prática convidava a passividade para nossas vidas.

Tal pensamento nos encoraja a esperar que as coisas melhorem venha até nós, em vez de tomar medidas concretas.

Eles realizavam regularmente um exercício conhecido como “ premeditatio malorum " , que se traduz em uma premeditação dos males. O objetivo era imaginar os piores eventos que poderiam acontecer e descobrir a melhor maneira de evitar tal ocorrência.

Esse é o poder da negatividade.

Estar preparados para evitar dor e o desconforto, nos faz inclinar para move e agir, em vez de negar as duras realidades da vida.

O que eu quero dizer é devemos reconhecê-las e tomar o lugar do “motorista”.

Afinal.. eu tenho certeza que você quer ser o protagonista.

6. Toda força tem um tradeoff ( Conflito de escolha)

"Toda virtude em excesso se torna vício" -  Aristóteles

Antes de considerarmos uma característica como uma virtude, devemos considerar o que estamos realmente recomendando. Muitas das qualidades que tornam as pessoas grandes, também tornam elas sombrias. Elas podem ser excelentes em algumas situações, mas podem ser também um prejuízo total para outros.

Por exemplo, Picasso e Einstein foram as maiores mentes de sua geração. Sua devoção singular à arte e à ciência significava que eles estavam sempre forçando os limites de seu campo. Mas esse mesmo compromisso com o trabalho, muitas vezes os levaram a negligenciar com suas famílias.

Tome uma visão macro, e vamos ver que cada traço tem uma desvantagem.

Coragem em excesso se torna imprudência. Organização pode facilmente se tornar em obsessão. A persuasão levada ao extremo pode se tornar manipulação.

A natureza de uma virtude é que um vício está quase sempre escondido por dentro.

O contexto é mais importante do que pensamos.

Pontos fortes podem facilmente se tornar fracos se não nos observarmos, por outro lado, podemos transformar supostas fraquezas em forças, se nos colocarmos no ambiente correto.

Você pode se preparar para o sucesso ou para o fracasso.

Nem tudo que reluz é ouro.

A maioria dessas verdades não é tão óbvia quanto gostaríamos.

Porém a realidade é que a grande parte do mundo funciona de formas contra intuitivas. Por mais que louvemos a importância do bom senso, isso não nos ajuda a entender as idéias mais complexas, principalmente para aquelas que exigem mais tempo e pensamentos mais profundos.

Então meu amigo(a)…. eu convido você a descobrir como o mundo funciona, pois tenha certeza que você viverá melhor


1 visualização

copyright (c) 2019 . todos os direitos reservados.