• Marcelo Teixeira

A vida não se preocupa com o que acontece com você. O que você vai fazer sobre isso?



No filme do Rocky Balboa, Rocky interpretado por Sylvester Stallone ele diz ao seu filho:

"Deixe-me dizer algo que você já sabe. O mundo não é feito de arco-íris.

É um lugar ruim e duro, e não importa o quão forte você seja, o mundo vai colocá-lo de joelhos e vai deixá-lo lá permanente, se você deixar." -Rocky Balboa

Existe um limite definido contra o otimismo cego neste mundo. Existe perigos concretos em pensar que tudo será e sempre ficará colorido.

A verdade é que existe sérios problemas com o pensamento de que você sempre vai sair por cima, mesmo quando a sua única arma contra os desafios da vida, é uma mente positiva.

No entanto, não importa a nossa mentalidade, uma hora ou outra, somos abatidos pelos acontecimentos, pois somos forçados a lidar com os desconfortos da vida.

Porque, tanto quanto gostamos de pensar, não somos os mestres da vida. Afinal... estamos bem longe disso.


Em vez de viver perigosamente no otimismo, podemos nos tornar agentes de mudanças em nossas vidas; podemos nos tornar mestres da adaptação e só então, nós realmente teremos a chance de prosperar em nossa vida e de realmente de fazer a diferença.

A vida com a sua própria maneira, nos obriga a lidar com a imperfeição e com os contratempos. A vida nos lança desafios e obstáculos que nos preparam para superar os desafios ainda mais difíceis. É assim que é o processo da vida e sempre será, afinal a transformação faz parte da vida.

Independentemente de quem somos coisas ruins podem acontecer conosco, simplesmente porque coisas ruins acontecem, independentemente se as pessoas são "boas" ou "ruins".

Então, se não aprendemos lidar com esses contratempos e imperfeições, passamos a nos perder.

A vida não se importa com o que aconteceu com você

A vida é difícil. A vida é dor e luta. A vida não é saber o que fazer e ter que se queixar e suportar quando você é praticamente confrontado com um monte de contas em atraso, cartão de crédito estourado, problemas de saúde, doenças e até com a morte de familiares.

Decidir o que fazer quando esses desafios os atinge, faz parte da vida. E escolher modo como agir quando a adversidade bate na sua porta é um dos maiores desafios da vida.

A luta da vida faz parte do progresso, mesmo que venhamos a tropeçar e falhar, porque mesmo assim ainda podemos ganhar.

"Falhar é parte da equação, porque se você não falhar através da vida, você não pode vencer."

A vida não recompensa aqueles que não lidam com os seus contratempos. A vida também não recompensa os que não o fazem. A vida é indiscriminada. Enquanto as peças podem ou não ser empilhadas a seu favor, a vida não se importa com o que acontece com você. A vida é livre de preconceitos raciais, de fanatismo, de ódio e de emancipação.

A vida trata todos igualmente, não importa sua via. Não é importante pra ela se você acha que isso é justo ou não. A vida não se importa com o que você pensa. Ela simplesmente age, no entanto, ela agrada se você aceitar. Afinal... você pode aprender aceitar ou se afastar se escondendo dela.

A vida não é suposto ser fácil

Isso é fato e sempre será, independentemente do quanto desejemos distorcer e esconder da lente da verdade.

Então eu te pergunto:

Por que, então, uma boa parte das pessoas conseguem escapar com êxito das armadilhas da vida, enquanto muitos caem? Como fomos construídos pelo nosso criador, para ser o eixo e para nos adaptar a partir dos desafios, por que tememos tanto a mudança e cedemos à inação com tanta frequência?

Há uma razão pela qual reclamar não faz nada por você, exceto recompensar sua mente por se esquivar da responsabilidade do direcionamento da sua vida e de obter o reconhecimento de simpatia de outros que estão se esquivando de suas responsabilidades também. Nós desejamos tanto o reconhecimento dos outros, que então reclamamos para se “encaixar” no modelo de como a vida funciona e de como somos recompensados por isso. Nós não iríamos reclamar da segunda-feira se todas as outras pessoas não reclamassem.

Nós reclamamos tanto porque desejamos esse reconhecimento dos outros (mesmo sendo de nós mesmos), e esse ato mata a nossa capacidade de prosperar e de ser livre para criar nossa própria história no mundo.

Dependendo de como nos alimentamos das energias das pessoas, passamos a reclamar mais aos outros ou a nós mesmos, porque a nossa mente gosta de se sentir recompensada por se esquivar de tarefas que definimos para nós mesmos.

O fato é que a nossa mente sempre se esquiva de nos repreender por fazer algo que não devemos, tendo como resultado final, a aceitação das derrotas em nossas vidas. Essa atitude e crença é o que nos faz vencedores ou perdedores, não pelo quanto gostamos dos desafios da vida, mas como lidamos com as adversidade e quando esses desafios são impostos.

Como o famoso boxeador americano Mohammad Ali disse : " Eu odiava cada minuto de treinamento. Mas eu disse a mim mesmo, não desista. Sofra agora e viva a vida de um vencedor ".

Ainda assim, mesmo sabendo que nada disso é suposto a ser fácil, quantos de nós, não estão escondidos por trás dessas desculpas que continua a alimentando nossa inação? Quantos de nós continuamos a se concentrar nas coisas que são fáceis, então não falhamos em fazer tudo o que queremos fazer por ser difícil?

No final, se não falharmos, não podemos ter sucesso; No entanto, se não tentarmos, nunca podemos falhar (e sempre conseguimos não fazer o que desejamos por fazer de forma estranha, circular e autodestrutiva).


Quando você parou de acreditar em você mesmo?

No filme o Rocky, ele conta ao seu filho:

"em algum lugar ao longo da linha da vida, você mudou. Você deixou de ser você. Você deixou as pessoas apontarem e colocarem o dedo em seu rosto, dizendo que você não é bom. E quando as coisas ficaram difíceis, você começou a procurar algo para culpar, como uma grande sombra ".

Soa familiar? e ele continua dizendo ao seu filho:

"Você, eu, ou ninguém vai bater tão duro quanto a vida. Mas não é sobre o quão difícil você bateu. É sobre o quão difícil você pode ser atingido e continuar avançando.Quanto você pode suportar, e continuar seguindo adiante. Isso é como ganhar."

É assim que nos tornamos campeões, continuando quando todo mundo desistiria, nós continuamos especialmente quando nossas mentes nos dizem para parar, e fazemos isso desenvolvendo a disciplina de continuar, não importa o que .

Afinal… se deixarmos perder de vista, perdemos de vista o progresso em si.

Você está pronto para parar de reclamar e viver a sua melhor vida? Você está pronto para esticar suas asas e viver sua vida mais verdadeira? Você está pronto para assumir a responsabilidade total por tudo em sua vida e ser livre?

O que você vai fazer sobre isso?

O influenciador e empreendedor norte americano Gary Vaynerchuk autor dos best salter mais reconhecido de Nova York, tem uma série de conteúdos no Instagram, que eu acho brilhante.

Ele simplesmente pede a seus leitores que lhes digam seus problemas, e então ele pergunta: "E?"

O objetivo não é banalizar seus problemas. Ok , seus problemas podem ser grandes. Eles podem estar alterando a sua vida. Eles podem parecer insuperáveis.

O objetivo é colocar o controle em suas mãos; O objetivo é que, sim, essas coisas aconteceram com você. Mas o que você vai fazer sobre isso?

A vida não se preocupa com seus problemas. A vida não se importa com o quão duro ela fez sua vida. Ela simplesmente é.

"O que você vai fazer sobre isso?”

O único momento que você pode mudar é agora

Quando paramos de acreditar que o poder de mudar nossas vidas estavam em nossas mãos? Em que ponto mudamos? Em que ponto nossas mentes nos convenceram, que era bom parar de mudar? Quando decidimos que era bom desistir de nossos sonhos e parar de se mover totalmente e optar por ficar preso em nossa mente?

A sociedade nos fez isso? Ou talvez são as pessoas com quem nos envolvemos ?

Talvez fosse só nós mesmos? Ou talvez a vida nos bateu demais e quando outros nos derrubaram por nossas falhas e por nossas dúvidas, passamos a acreditar nisso?

A verdade é que, como e quando você perdeu a crença em si mesmo, não importa. Todos nós perdemos a confiança em nós mesmos em algum ponto da nossa vida , e todos nós experimentamos esses momentos. Por isso é que temos que dar uma olhada em nossa vida e trabalhar arduamente para fazer as coisas corretas afim de melhorar nós mesmos e o nosso futuro.

O único momento que importa é agora. Esse momento, é quando você começar a mudar a sua vida e se tornar a pessoa que você está destinado a se tornar.

Olha, eu não estou lhe dizendo como viver sua vida ou como agir.

Eu só quero que você veja, que o poder de mudar sua vida em qualquer momento esta sobre a sua decisão. O que você escolher fazer com esse poder depende somente de você.

Você está disposto a avançar?

Como Rocky diz ao seu filho:

"até você começar a acreditar em você mesmo, você não vai ter uma vida".

O mesmo vale para você.

Esqueça de todo resto. Esqueça sobre todos os outros.

O que interessa para você? Que sonhos os impulsionam?

Concentre-se nisso, e então saia e agarre-os .

Saia para mundo e faça do seus sonhos realidade, não importa o quê.

Apenas lembre-se de que você tem que tomar as batidas do seu coração e construir uma vontade inabalável, se você quiser ter uma chance de passar por tudo isso.

Isso é como ganhar o feito. É assim que os vencedores são feitos. E é assim que você criará a vida dos seus sonhos.


copyright (c) 2019 . todos os direitos reservados.