• Marcelo Teixeira

Não espere que as pessoas o elogiem. Faça você mesmo todos os dias


Olhar para dentro de nós mesmos muitas vezes ou quase nunca faz parte da nossa natureza.

Quando somos jovens, temos o hábito da busca do reconhecimento dos nossos pais, amigos e do mundo para nos “validar”. Em nosso próprio sistema educacional, estamos acostumados a aguardar a aprovação e o reconhecimento de um professor e raramente aprendemos a nos reconhecer.

Infelizmente não aprendemos isso nas escolas. Nos reconhecer muitas vezes leva a acusações de terceiros como “arrogância" em vez de auto-capacitação. A verdade é que nossa cultura nos ensina a focar em nossas fraquezas. É essa estrutura inicial em nossa cultura que limita nosso senso de descoberta sobre nosso eu interior. Mas também transcende ao longo de nossas vidas através de nossas mentalidades gerais sobre auto-aperfeiçoamento.


Quando falamos sobre melhorar a nós mesmos, isso tende a surgir de um espaço ou sentimento de falta.

Sentimos que não estamos fazendo algo certo ou estamos indo no caminho errado da vida, e geralmente é nessas circunstâncias que sentimos a necessidade de melhorar nossas fraquezas. Quando solicitamos feedback's, na maioria das vezes são nossas falhas que ficam em evidências e não aquilo que fizemos de bom. E assim passamos a negligenciar a nos mesmos, de uma forma como se nunca tivéssemos desenvolvidos grandes feitos na vida , simplesmente porque não celebramos nossos pontos fortes. O reconhecimento dos outros pode ser sim importante, mas não pode ser a sua única fonte. Reconhecer nossas conquistas e pontos fortes é muito mais poderoso do que qualquer validação externa. Estudos mostram que anotar e reconhecer nossas realizações, não importa quão pequeno seja , realmente cria atividade em nossos circuitos de recompensas em nosso cérebro. A Dopamina, juntamente com outros produtos químicos essenciais, é liberada causando uma sensação de energia em torno de nossas realizações e nos permite obter esse fator sensação de bem estar e motivação.

É por isso que a espera do reconhecimento dos outros, pode ser inútil. Pode parecer positivo obter esse feedback e validação das outras pessoas, mas quando isso não vem de dentro, essa recompensa pode ter uma duração de curto prazo facilmente. Quando fazemos algo positivo , muitas vezes somos o primeiro a notar e podemos superestimar o quanto outros se preocupam com nossas realizações. É por isso que você não deve esperar pelo reconhecimento, mas sim , se sentir o poder de se reconhecer. Quando você reconhece as suas próprias conquistas , você ganha o poder! Mesmo as coisas mais pequenas, como conhecer uma nova pessoa, caminhar 10 minutos a mais do que o habitual ou ajudar um estranho devem ser consideradas como realizações e celebrações. Escrever pelo menos 3 pequenas realizações a cada dia, pode nos fazer notar que conseguimos mais do que pensamos. E é a coleção dessas pequenas realizações que se somam aos enormes sucessos. JK Rowling escritora, roteirista e produtora Harry Potter passou muitos anos realizando pequenas tarefas antes de se tornar um enorme sucesso . Perseverar com a escrita todos os dias com as chances aparentemente empilhadas contra ela teria sido extremamente difícil, sem uma validação externa e rejeição constante dos editores. Em vez disso, ela tomou nota de quão bem ela fazia todos os dias e o quanto perto ela estava conseguindo cumprir o seu objetivo. Por cada fraqueza meu amigo... anote uma força semelhante Podemos facilmente concentrar em nossas fraquezas, mas uma boa estratégia é contrariar qualquer fraqueza com uma força. Em outras palavras, colocar um giro positivo em algo aparentemente negativo. Isso ajuda você a ver o copo meio cheio e ver pontos fortes que você necessariamente não reconhece. Se você é um pensador excessivo, escreva ao lado dele, você é detalhista. Ser um perfeccionista significa que você se orgulha na atenção dos detalhes.

Ter uma tendência de ser excessivo significa que você é apaixonado. Escrever isso permite que você veja de uma perspectiva diferente tirando você de um foco negativo. Não jogue o jogo de comparação, campeão! Todos somos vítimas da comparação de nossas vidas com o sucesso dos outros. Mas isso nos faz focar em um sentimento que nos falta algo, impedindo ver e reconhecer o que já foi realizado por nos mesmos. Temos que lembrar que todos estão no seu próprio caminho e ao seu próprio ritmo. Na maioria das vezes, só vemos uma pequena fração da vida de alguém, por isso é inútil acreditar que alguém finalmente é melhor do que nos mesmos. Infelizmente ou felizmente não sei…. mas as mídias sociais nos apresentam essa oportunidade constante de ver uma pequena janela da vidas dos outros. Muitas vezes conscientes, nos sentimentos com aquela famosa inveja "branca" , e o sentimento de inveja meu caro, é simplesmente inútil, pois diminuem nosso senso de realização. Não seja sugado pelo jogo de comparação. Hoje vivemos em mundo que tem por natureza a competitividade. Sentimos que precisamos ser o melhor, e assim, lutar e nos esforçar para ser melhor.Então eu te pergunto: mas a custo de quê? O feedback que recebemos tende a se concentrar no negativo, mas a chave é poder filtrar o útil do inútil. Cabe a nós decidir o que é construtivo no nosso crescimento e o que é desnecessário. Não se deixe levar por outras opiniões sobre você, mas aceite se é algo que você realmente quer trabalhar e se concentrar. Reconhecer a si mesmo , em vez de confiar na validação externa, irá ajudá-lo a crescer muito mais rapidamente. Ao ser reconhecido por suas conquistas, dará sim a você um impulso, porém existe um perigo de ser muito condicional ao seu senso de valor. Ao aprender a celebrar e reconhecer suas realizações a partir de dentro, irá permitir que você avance e cresça muito mais do que você imagina. Acredite mais em você, pois eu acredito!


RECEBA MAIS CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

FAZENDO PARTE DA MINHA

LISTA VIP >>>



0 visualização

copyright (c) 2019 . todos os direitos reservados.